Sexo, drogas, Rock e nossos Jovens!

Eles estão por toda parte, passeando nos shoppings, dentro das escolas, nas academias de ginástica, nas igrejas e, infelizmente, também são encontrados em número crescente em bares, baladas, boates, pronto-socorros e necrotérios.
A adolescência, que deveria ser uma fase de crescimento e lindas descobertas, tornou-se um dos alvos prediletos de Satanás. Atormentados e pressionados por uma sociedade corrompida pelo pecado, os adolescentes descobrem muito cedo o que é amargura, abandono, falta de limites, desespero, depreciação e uma absoluta ausência de valores. A palavra de ordem do inferno é: sexo, drogas e rock ‘n’ roll! A virgindade tornou-se motivo de gargalhadas. Se uma menina se declara virgem, é ridicularizada por outras garotas e se transforma no “sonho de consumo” dos garotos – como quem consome uma latinha de refrigerante, tira o lacre, bebe o conteúdo e descarta a embalagem. Aparentemente tudo certo para os garotos? Errado. E as doenças sexualmente transmissíveis? Quantos garotos já fartos de “refrigerantes à vontade”, resolveram experimentar outros sabores? O homossexualismo também cresce absurdamente, mascarando-se como naturalidade por trás da frase: “É uma questão de opção sexual”.

Os adolescentes atravessam o deserto da sexualidade, dunas gigantescas de falta de amor, falta de compromisso, falta de verdade, falta de limites, falta de vergonha. Muitos se perdem nesse deserto onde um sol escaldante de iniqüidade, cega e consome.
Drogas? De todos os tipos e preços. Desde o simples cigarro ao crack. “É só para experimentar”, alguns argumentam. “É pra gente suportar a pressão”, dizem outros. “Não tem nada a ver, é só para relaxar…”.
As campanhas contra as drogas estão aí, e a mesma mídia que divulga tais campanhas tem revelado também que o consumo de drogas entre os adolescentes de classe média/alta tem tido um crescimento assombroso.
Rock and roll ou baile funk? Não é o estilo musical em si, mas o que está por trás dele. Músicas que se tornaram a trilha sonora para o triste declínio de vidas que estão apenas começando. O som tem que ser bem alto, com músicas “alucinantes” (literalmente). A violência e a prostituição são as convidadas prediletas dos bailes de periferia ou da festa sofisticada em uma boate da moda, até altas horas da madrugada. Com esses elementos, o inferno tem construído uma poderosa bomba, que explode na gravidez precoce e indesejada, muitas vezes seguida de aborto. Explode em overdoses fatais ou ainda quando um automóvel desgovernado pelo “efeito do álcool”, se choca contra um poste.
Quantos jovens perdem seus sonhos, sua identidade e suas vidas? Até quando vamos assistir tais vidas tão preciosas sendo desperdiçadas? Talvez você possa dizer: “É a triste realidade do mundo”. Mas, infelizmente, eu tenho que informar: é também a triste realidade de muitos adolescentes dentro de nossas igrejas.
Não conheço ninguém mais ousado, corajoso, sincero e criativo que um adolescente realmente rendido aos pés do Senhor. Também não conheço um alvo tão atraente e vulnerável às armadilhas de Satanás. Eles não andam, marcham; não simplesmente falam, profetizam; não cantam ou dançam, eles ministram adoração genuína ao coração de Deus. Porém, todo esse potencial é desperdiçado ou negligenciado por líderes sem visão e sem paixão.
Vamos acordar enquanto ainda há tempo, muitos garotos e garotas precisam de salvação e nada melhor que um exército de adolescentes cheios de autoridade e alegria do Senhor para conquistá-los.
Por Helena Tannure

 

Anúncios

0 Responses to “Sexo, drogas, Rock e nossos Jovens!”



  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: